Amazonas goleia o Operário e avança para enfrentar o Nacional na semifinal do primeiro turno do Barezão

Atual campeã, Onça-pintada ainda tinha a vantagem de avançar com um empate, mas passou pelo Sapão com a terceira vitória seguida no Estadual

 O Amazonas é o último semifinalista do Campeonato Amazonense 2024. Na tarde deste domingo (11), a Onça-pintada venceu o Operário por 4 a 0, na Arena da Amazônia, e avançou para enfrentar o Nacional nas semifinais da competição. Fabiano, Diego Torres, Jô e Sassá marcaram os gols da classificação da equipe aurinegra.

O jogo
Logo aos três minutos, veio a primeira grande chance da partida. Diego Torres dominou pela direita, chutou colocado e a bola caprichosamente, foi na trave de Bruno Saul. A resposta do Operário veio aos 18 minutos. Kepper dominou na entrada da área, emendou de canhota e a bola passou com muito perigo pra fora.
A partida seguiu sem novas chances de gol, pelo menos até os 37 minutos, quando Torres cobrou falta na área e Fabiano subiu mais que todo mundo para abrir o placar na Arena da Amazônia. Já aos 46, Kepper arrancou pelo meio e tentou rasteiro de fora da área, mas a bola foi pra fora.
E aos 50 minutos, William Barbio cruzou pela direita, a bola bateu na mão de Kepper dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Aos 51, Torres foi para cobrança e bateu cruzado para fazer o 2 a 0.
Precisando de uma virada histórica para se classificar, o Operário começou o segundo tempo em cima. Logo aos dois minutos, Mpasso experimentou de fora da área e a bola foi pra fora. No minuto seguinte, Edinho Canutama arrancou em velocidade pela esquerda, cruzou rasteiro,  Alexandre Melo completou de letra na trave e no rebote, Marcos Paulo tentou, mas Renan Castro evitou o primeiro gol do Sapão.
O Amazonas respondeu aos 13 minutos. Sassá puxou contra-ataque pela esquerda e acionou Torres, que viu Bruno Saul adiantado e tentou de cobertura, mas a bola foi à meia altura e o goleiro fez a defesa com o peito. No rebote, Sassá dominou pela direita, arrastou para o meio e finalizou de canhota pra fora.
Aos 20, Oscar Jr brigou pela direita, tentou cruzar, a defesa cortou e no rebote, o camisa 13 finalizou na trave de Mardden. Dois minutos depois, foi a vez da Onça assustar de novo. Renan Castro acertou ótimo lançamento para Ênio, que na cara do gol, acabou finalizando sem tanta força e Saul fez a defesa.
Aos  31, Lucas Silva carregou pelo lado esquerdo da área, foi derrubado na área e o árbitro assinalou mais um pênalti para o Amazonas. Aos 33, o estreante Jô foi pra cobrança e deslocou Bruno Saul e colocou o 3 a 0 no placar. E já aos 48 minutos, ainda deu tempo para Sassá deixar o dele. Patric cruzou rasteiro para o camisa 99 chegar batendo de primeira, dando números finais à goleada.
Caboco do Jogo
Ao final do duelo, o volante Wendell, do Amazonas foi eleito o Caboco do Jogo, premiação oferecida pela Federação Amazonense de Futebol (FAF) ao melhor jogador da partida, por meio de votos de três profissionais de imprensa presentes na partida.
Panorama e próximas partidas
Classificado, o Amazonas agora terá pela frente o Nacional, em mais um duelo em jogo único e como mandante. Por sua vez, o Operário só volta a campo em março, pela 2ª rodada do segundo turno do Barezão. No dia 7 de março, o Sapão da Terra Preta recebe o Unidos do Alvorada, às 19h30, no Gilbertão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *