• Ouça agora

09 fev

Os perigos de uma viagem para Margarita

Margarita, na Venezuela, ainda é um destino turístico muito procurado pelos amazonenses. Poucos escapam do pagamento de propinas nas alcabalas, os postos de fiscalização da Guarda Nacional Venezuelana. Em Margarita, cidade banhada pelo mar do Caribe, os assaltos contra brasileiros já estão se tornando rotina.

Na semana passada, um grupo de manauaras, passou grandes contrangimentos perto da cidade de El Tigre, relatados em carta enviada à Embaixada da Venezuela.

Leiam o relato:

Manaus, 08 de Fevereiro de 2012. A Embaixada da Venezuela em Brasília

Att. Senhora Heloisa Gimenez

Prezada Senhora,

Levo ao conhecimento de V.S.a os fatos desagradáveis por que passei na viagem que empreendi com minha família e um grupo de amigos a Ilha de Margarida/Venezuela no dia 18 de Janeiro p.p. por via terrestre, para que essa Embaixada tome as providências que se fazem necessárias, pois imagino que, o Governo da Venezuela não compactua com atos de bandidismo praticados por policiais corruptos . Eis os fatos: No dia 22/01/2012 as 10 horas, horário local, ,ao passarmos pelo Posto Policial EL Arco na saída da cidade de El Tigre, as viaturas JXN-XX11, dirigida pelo meu filho Darlan (XXXXX) a e o veículo JWF-XX38 dirigida pelo meu amigo Jorge (XXXXXX), foram abordado policiais daquele posto, para que parassem os veículos afim de serem vistoriados. Toda a documentação pertinente aos veículos e as pessoas que ocupavam os mesmos foi apresentada de conformidade com o que exige as Leis Venezuelanas e em consonância com a relação de documentos que nos foi fornecida pelo Consulado desse país em Manaus-Am. Não encontrando qualquer irregularidade na documentação apresentada, o policial conduziu os dois motoristas aqui citados para uma saleta onde se encontrava um elemento sem farda ou qualquer documento aparente que o identificasse, armado com uma pistola, se intitulando comandante do Posto Policial, que os acusou de terem quase provocado um acidente com o veículo de placa JWK-XX41 e acrescentando ainda que, uma senhora havia se ferido levemente e que ela dera parte da ocorrência no Posto Policial. Tudo mentira forjada na mente doentia de um elemento de alta periculosidade, pois o veículo em questão, estava sendo dirigido por mim, e nada disso ocorreu. Na falta de qualquer coisa que pudesse fundamentar a sua falsa acusação, um dos policiais que não foi possível identificá-lo porque não usava crachá de identificação, solicitou a importância de 1.000,00 Bolívares de cada um dos condutores, sob a ameaça de que se a propina não fosse dada, os carros seriam multados e retidos até a próxima segunda feira dia 23/1/2012. Havendo relutância dos condutores dos veículos em não dar a propina exigida, um dos policiais foi até as duas viaturas e de uma delas mandou que desembarcasse a minha nora Senhora L.A.N.B (Gestante de 6 meses), para ser vistoriada, pois eles afirmavam que ela conduzia droga. De forma truculenta e ameaçadora, impediram que o meu filho assistisse a vistoria da sua esposa, tendo a mesma informado posteriormente que, um dos policiais mandou ela levantar a roupa para que fosse feita a devida inspeção. Apesar da minha nora ter argumentado estar grávida e que tal procedimento deveria ser feito por uma policial, o mesmo ameaçou-a de prisão se ela não concordasse em se submeter a inoportuna vistoria. Concluída a inspeção da minha nora sem que fosse encontrada qualquer tipo de droga, eles mandaram a minha neta Juliana, (Menor de 14 anos), adentrar a sala para também sofrer o mesmo tipo de vistoria. Esclarecemos a V.S.a que o local onde eles fazem a vistoria, é o dormitório que utilizam quando estão de plantão. Nessa sala, eles procederam com a minha neta da mesma forma que foi utilizada com a minha nora. Também nenhuma droga foi encontrada. Com relação a nossa amiga Mara, a coisa foi mais séria. Eles mandaram que ela levantasse a roupa (a mesma usava um vestido), para ser feita a inspeção e após ter sido concluída a mesma o policial que havia feito o procedimento, deu uma palmada nas nádegas da citada senhora. Um absurdo! Uma Vergonha! Como a senhora Mara portava a sua bolsa com todo o dinheiro reservado para a viagem, o policial retirou todo o dinheiro e colocou embaixo do colchão do beliche, e afirmava a todo momento que a bolsa continha droga. Ele portava em uma das mãos um pacote de pequeno volume que deixava à crer ser droga que pretendia introduzir na bolsa da senhora Mara, afim de acusá-la de tráfico. Como a mesma continuou com a bolsa em sua mão, não houve chance para que o bandido consumasse o seu intento. Devido a insistência da senhora Mara para que ele devolvesse o dinheiro dela, ao falar mais alto, seu marido percebendo o perigo que ela corria, adentrou ao recinto onde se encontrava a mesma e retirou o dinheiro dela do local onde o policial havia colocado (embaixo do colchão do beliche). Diante de tantas arbitrariedades e atos de vandalismo próprio de bandidos de grande periculosidade que se encontravam fortemente armados e portando carteirinha de polícia, os dois condutores resolveram dar a propina exigida , pois já não sabiam onde ia parar a violência. No Posto Policial numero 4- Posto policial km 90 nos limites da cidade de Anaco, as duas viaturas voltaram a ser incomodadas pelos policiais desse posto que exigiram de cada um dos condutores a importância de 500,00 Bolívares de propina com a alegação de que um passageiro de cada viatura estava sem o cinto de segurança. Outra acusação infundada, porque todas as pessoas que estavam nos dois veículos portavam o citado cinto. Para não haver maiores aborrecimentos, os dois condutores pagaram a propina, pois já estavam extremamente estressados e queriam se livrar daquela situação. Informamos a V. S.a. que ao que nos foi possível perceber, o pessoal do posto número 1 da Cidade de El Tigre se comunica via rádio com o posto situado na cidade de Anaco, pois quando estávamos nos aproximando do citado posto, já vieram na direção dos veículos referenciados um policial para cada um. Percebe-se que como os policiais do primeiro posto conseguiram extorquir aos mesmos, comunicaram aos do outro posto que poderiam conseguir também o mesmo objetivo. Esse fato também nos foi narrado por várias pessoas que se encontravam hospedadas no Margarita International Resort onde nos hospedamos. A Senhora Irajane Souza, receptiva internacional do hotel supracitado, tem conhecimento dos fatos que ora relatamos, inclusive, outros de características rigorosamente iguais, praticados pelos mesmos bandidos dos posto policiais em questão, porque lhes foram relatados por inúmeros amazonenses que tiveram a infelicidade de serem abordados por esses patifes. Quero informar a V.S.a. que fatos semelhantes aconteceram com um grande número de amazonenses que se deslocaram até Margarita nesse período de férias e que não fizeram a denuncia com medo de represálias. Porém, como divulguei aqui em Manaus que iría dar conhecimento dos fatos deploráveis as autoridades venezuelanas, podem ter certeza que, outras inúmeras denúncias haverão de chegar ao seu conhecimento. Coloco-me a inteira disposição dessa Embaixada sobre quaisquer outros esclarecimentos que venha à necessitar sobre o assunto e aguardo esperançoso as medidas punitivas que as autoridades competentes haverão de tomar, para evitar que delinqüentes perigosos possam empanar o brioso nome de seu pais. Atenciosamente Dauro (XXXXXX)

 

43 Comentários para “Os perigos de uma viagem para Margarita”

  1. Dila disse:

    Bom dia!

    Gostaria de deixar aqui registrado a minha preocupação sobre o caso dos haitianos!
    Não tenho nada contra, pois devemos sempre está ajudando o próximo, o problema que já esta ficando de mais! Pois Manaus está ficando cheio, não tem lugar nem pra nós que somos daqui, quanto mais os que vêm de fora!!!
    Eu acho que os nossos governantes só estão pensando na questão dos votos, pois é uma preocupação de deixá-lo organizado em questão de documentos, quero ver depois como que vai ficar isso! NÓS NÃO SOMOS PAIS DE 1 MUNDO! Manaus não tem condições pra tanta gente.

  2. jorge lobo disse:

    Ronaldo,sou uma das pessoas que mais reclama da Venezuela inclusive em jornais de Caracas e Margarita,cheguei até a receber ameaças de gente de la.Aqui no Brasil existem muitos policiais corruptos mas na Venezuela de Hugo Chavez são todos sem exceção e ninguem faz nada ,até o cretino do consul em Manaus diz que é mentira.Na realidade o grande culpado dessas humilhações é o projeto de politico Alfredo Nascimento que só pensou no bolso dele e não concluiu a br 319 que nos levaria ao Peru onde pelo menos praticam a democracia,que vergonha saber que o Alfredo ainda respira em Manaus.Ir para o sul,sudeste e nordeste no final do ano é muito caro pra nós e por isso nos arriscavamos nas carreteiras da venezuela onde a GUARDIA NACIONAL E O EJERCITO são quadrilhas fardadas que saqueiam,roubam,sequestram e humilham tutistas amazonenses que não tem quem olhe ou lutem por eles.Nossos politicos nada fazem por um fato que é do conhecimento de todos,eu mesmo ja fui assaltado tres vezes sem ter ninguem pra me queixar,espero um dia encontrar um venezuelano na copa de 2014 para poder dar um pouco de troco a esse povo sujo,mal educado e violento.aqui assaltam turistas as vezes mas raramente a policia está envolvida e na maioria das vezes matam ou prendem os assaltantes.espero ver campanhas contra a Venezuela quando chegar o final do ano onde os amazonenses esquecem e caminham para o matadouro chamado VENEZUELA.

  3. Jackson disse:

    Fomos parados na mesmissima cabala e extorquiram 500 bolivares nossos em 30/01/12 eu, minha esposa e um amigo nosso. Na ocasião levaram nosso amigo a uma saleta, deram uma esculhambação em espanhol nele, disseram que estava “dirigindo errado fora da pista”, e cobraram 500 bolívares, nem quiseram ver a documentação, por mais que insistissemos em mostrar. Policiais corruptos.

  4. Valdy Fialho disse:

    Fui com minha esposa para venezuela agora no final do ano, não tivemos qualquer problema na estrada e na grande maioria dos postos policiais passamos sem apresentar qualquer documentação, mais escutamos varios relatos de brasileiros que tambem passaram pela mesma situação narrada, na sua grande maioria eles estavam em grupos ou com mais de duas pessoas nos carros. Em um dos casos, uma família que encontavasse em nossa frente, foi extorquida no mesmo posto policial na saida de El tigre por uma policial, que sem qualquer pudor, falava que ele estava vindo acima da velocidade permitida.
    A venezuela é um pais muito bonito, pena que casos como esse relatado ainda acontecem.

  5. Wanderli Mendes disse:

    Realmente, esses absurdo acontecem mesmo, e não é de agora, pois a mais de 10 anos quando estive na Venezuela com meu marido e meu cunhado, estava indo de onibus para uma dessa cidades e no caminho, fomos abordados por uns policiais que entraram no onibus para pedir documentação, e como eramos turistas apresentamos apenas o passaporte, pois naquele tempo ainda não existia o acordo dos paises, e os policiais insistiram que queriam o RG, como eu falei para eles que para turista o documento era o passaporte, eles nos fizeram descer do onibus, no meio da estrada de uma rua totalmente deserta, sem mais nem menos, e tivemos que esperar um outro onibus e pagar a viagem novamente ou seja fizeram só de sacanagem mesmo, fora as vezes que fomos abordados nos postos de maneira realmente, truculenta, como se fossemos bandidos….Acho que isso tem que acabar, caso contrario, perderam muitos turistas, e como relatei antes, isso ja faz mais de 10 anos e eu nunca mais voltei lá….

  6. Cristina disse:

    Fui para Venezuela em janeiro de 2012. Tudo muito bonito, todos estávamos animados para ver Margarita. Quando de repente no meio do nada havia um ponto de vigilância policial, o guarda nós pediu os documentos ficou procurando, procurando alguma irregularidade mais toda a documentação estava certa, ele insistia em dizer que estávamos sem sinto, foi quando percebemos que ele queria dinheiro lhe demos 200,00 bolívares e seguimos viajem. Na entrada de El’ Tigre nos pararam novamente e desta vez a alegação foi que tínhamos passado no pedágio sem pagar, nos pediram 1.000 bolívar dissemos que não tínhamos……….. Acabou que no fim da história demos a eles 300 Bolívares. Quando chegamos a Margarita encontramos um grupo de brasileiros que tinham passado pelo mesmo problema.

  7. Carlos Henrique disse:

    Ja perdi a conta de quantas vezes tive que dar propina para estes policiais (vagabundos). A placa de nossos carros brasileiros, e um colirio para os olhos deste povo ignorante. Ate no Ferryboat rola propina (la plata). Cade a nossa embaixada!!!!!!!!!

  8. Odorico Silva disse:

    É simples, é só não viajar mais pra Venezuela, principalmente via terrestre, simples assim.
    Se continuar indo aí já é falta de inteligencia e, quanto a punições para os responsáveis acredito que não vá da em nada, estamos falando do país de hugo chaves. GENTE, O BRASIL É MUITO MELHOR PRA SE CONHECER.

  9. Aguiar disse:

    Infelizmente o País (Brasil), “arrega” para todas essas republiquetas vizinhas. A exemplo, a interdição com queima de pneus na ponte da amizade por comerciantes paraguaios, quando há vistoria por parte da polícia Federal em sacoleiros brasileiros “prejuizo ao comércio paraguaio”.
    Era o momento para explodir a ponte, impor respeito, mostrar poder da soberania brasileira e acabar com essa FRESCURA DE UMA VEZ!

  10. Observador disse:

    Bom! Realmente é um absurdo os abuso cometidos por Policiais Civis e Trânsito: de El Tigre, Anaco e Barcelona. Tornou-se usual esta prática! Viajo a Isla de Margarita desde 1989, quando não se fala em Manaus sobre este destino turistíco. E todos os anos viajo em Janeiro ao Estado Insular Venezuelano em busca das praias paradisíacas! Infizmente tudo tem um início! Antigamente os Guardas da Guarda Nacional era que mais pertubava durante o trajeto até a Ilha, mas com o jeitinho brasileiros, muitos turistas começaram a levar consigo “REGALOS”, que significa “PRESENTES”, e tornou-se comum presenteá-los com BOMBOM GAROTO – CHOCOLATE, para buscar um pequeno sorriso ou um bom tratamento por parte dos Guardas das Alcabalas da Guarda Nacional.Daí em diante tornou-se comum a busca da tão famosa iguaria brasileira. Hoje a Guarda Nacional não pertuba mais os turistas brasileiros que por ali passam. Antigamente a Permissão para trafegar nas rodovias Venezoelanas ficavam cheias de carimbos, tanto na ida como na volta, chegando a encher a folha de papel. Hoje em dia apenas 03 carimbos são suficientes! A Guarda Nacional não utiliza destes procedimentos sordidos para extorquir os Brasileiros e sim, a Policia de Trânsito e Civil das Cidades acima citadas. São imorais e corruptos, mas como já disse tudo tem um início! Não estou aqui defendendo os interesses da Venezuela, pois como já escrevi, todos os anos passo as férias de janeiro em Margarita! E nunca paguei multa e muito menos propina a esses PILANTRAS! Realmente, eles não podem ver um carro brasileiro que eles param de imediato e buscam de qualquer forma, uma maneira de arrancar uma propina: Se não estiver de cinto de segurança, cobram a vacina, inventam que o veículo avançou o sinal, que o condutor do veículo causou acidente na outra cidade, placa suja, inventam qualquer coisa. Já pararam inúmeras vezes meu carro e sempre vem a mesma conversa! Sempre relutei, pois mostrava aos Policiais que não havia cometido nenhuma infração e relutava a eles que sacassem as multas que não me importava em pagá-las, mas lembro! o embate sempre ocorria sem alterações de voz e respeitando a autoridades PULHAS FARDADOS! Não durava muito o embate e eles acabavam cedendo e liberando o veículo. Você já imaginou eles levando uma família de turistas brasileiros presos a uma delegacia? Qual seria o argumento para prisão de todos! Desacato? Desobediência? Pois é! Eles também possuem um chefia que os comandam e nunca soube que um grupo de brasileiros foram parar em uma delegacia Venezuelana! E sempre em minha viagens para evitar todo este embate, todos que viajam comigo estão de cinto e dentro das normas de trânsito! mantenho a calma e mostro a eles que estamos dentro da legalidade, a qual foi aprovada pelo Orgão maior que é o SENIAT(ADUANA). Uma dica! Basta você fingir que faz uma ligação ao SENIAT OU EMBAIXADA que eles liberam o veículo. Como disse nunca fui extorquido em 23 anos que viajo a Venezuela!

  11. Karen disse:

    CARACAS!!

  12. Marcia disse:

    Bem,sou casada com um colombiano e esse ano resolvemos viajar até a colombia por estrada percorrendo a Venezuela de Santa Elena a San Antonio, fronteira com a Colombia, não conheciamos a Venezuela e os perigos q esse país é, ao chegarmos proximo de uma cidade chamada Tinaquillo nós fomos parados por dois policias em uma moto, pediram para olhar os documentos e o cartão de vacinação de febre amarela, vendo q estava tudo em ordem, falaram que estava faltando a vacina para gripe pois lá não estava dando febre amarela.. e nos levaram para um posto policial, aonde tinha mais dois policias q olharam de novo os nossos documentos, e assim ficam insistindo q faltava o cartão da gripe, eu porem disse q no consulado da venezuela não exigiram isso, se nós conseguimos entrar na Venezuela sem o cartão da gripe,pq não barraram a gente lá na fronteira? Então disse q iria ligar para o consulado brasileiro e conta os fatos, pois não tinha pressa, ficaria ali o dia inteiro se fosse o caso,eles queriam propina pois chamaram o meu marido para um canto e falaram se ele podia colaborar com eles,meu marido disse q não tinha dinheiro e então eles falaram e esse carrão, meu marido disse q no Brasil os carros são baratos, tentando mudar a visão deles de carrão… foram a entrevista q nos fizeram, com q trabalhavamos, para aonde iamos. Na volta ja passamos com medo daquela cidade, e qnd penssavamos q estavamos bem longe de outro constrangimento, ao sair de El Tigre fomos parados por uma policial q disse q nós tinhamos ultrapassado a velocidade maxima, pediu para sair do carro e nos levou para uma guarita pequena e falava compassado e alto olhando para mim q na Venezuela tinha lei assim como no Brasil, achei estranhos pois os carros q iam em nossa frete dos venezuelanos nenhum foram parados e eles só andam a mais de 100km/h, falou q se nos fossemos multado nunca mais poderiamos entrar na Venezuela,(nossa nem q me desse 1 milhão eu não queria mas entrar naquele país), então falamos para ela q iriamos pagar a multa e ela perguntava insistentimente se tinhamos entendido q não poderiamos mas entrar na Venezuela, nós dissemos q sim entendemos, mas resolvemos pagar a multa, ela vendo q não ia consegui nada nos liberou dizendo q daquela vez iria passar, qnd chegou la fora os policiais q estavam com ela falaram e ai quanto, quanto, ela disse: não consegui nada não..Ali eles não podem ver uma carro brasileiro q ficam igual urubu, depois de lê os outros comentarios entendi o pq da policial falar de vagar, ela estar acostumada a arrancar dinheiro de outros brasileiros,tanto q ja fala quase portugues…para depois cobrar a propina…A Venezuela parece uma cidade faroeste sem leis… Não indico no roteiro de viajem pr ninguem..
    Agradeço a Deus por não ter acontecido nada mais grave, mas a Venezuela para mim nunca…

  13. Carla Cavalcante disse:

    Agora que eu quero ir mesmo!!!
    Adoro aventuras!!!

  14. Leonardo disse:

    Em julho de 2009 viajei de Manaus para Margarita com mais 3 amigos em somente um carro. Na cidade de El Tigre que ja foi citada em outros comentarios acima, fomos parados 4 vezes sendo vistoriados nas 4 vezes, na primeira ficaram com todo nosso chocolate (4 caixas) e na última e pior parada fomos abordados pela policial mulher e seu comparsa e nos extorquiram pedindo mais de 1200 bolivares. Eu que conduzia o veiculo e um de meus amigos fomos conduzidos a sala escura que foi citada tambem e o policial nos extorquiu 500 bolivares. A viagem a Margarita é uma ótima aventura, pena que tenha se criado esse sistema que coagi e extorque os turistas que vao levar dinheiro para o pais deles. Eu tinha muita vontade de voltar, mas confesso que depois de ler estes relatos perco totalmente a coragem.

  15. MENEZES disse:

    ELES SAO MESMO PILANTRA LADRAO VESTIDO DE POLICIA, ISSO TEM QUE ACABAR BANDO DE SAFADOS

  16. Edson alencar neto disse:

    Vendo todos esses comentários acima citados, digo-lhes que tambem passei pelos mesmos contrangimentos na cidade de El tigre e por sinal, com a mesma policial. Viajei com meu avô para a venezuela em fevereiro de 2012 e fomos parados na mesma barreira com o pretesto de que estavamos com o vidro levantado, no momento, e poderia ser perigoso. sendo que todos as outras dezenas de carros da venezuela que passaram não foram parados pelos mesmos motivos. A guarda falou muito, ameaçando-nos a dar uma multa que nunca mais poderiamos entrar na venezuela. E falamos o mesmo que a Sr. Márcia do post 12 falou:_de que nós não nos importávamos em pagar a multa e que se a devida multa nos impedisse de retornar à Venezuela futuramente, iriamos para outro lugar. No momento, ela se ‘desarmou’ e com uma seblante de insastifação nos liberou, ainda sim, com a mais cara de pau, pedindo uma ‘PROPINA’ que quer dizer GRATIFICAÇÃO pelo bom serviço prestado, é mole? Dissemos para ela mais uma vez que não tinhamos dinheiro para dar, e enfim nos liberaram. Foi extressante a situação que nos encontramos, minha familia viaja para lá a 15 anos e isso sempre aconteceu, espero que essa situação mude com uma politica verdadeiramente democrática, com a saída do Hugo Cháves do poder, creio eu, com a morte do mesmo, ja que se encontra, talvez, em estado critico de saude. Vamos enfim aguardar, bons ventos soprarem para o Caribe.

  17. Adriano disse:

    O mesmo aconteceu comigo e meus amigos e na mesma cidade”El Tigre” em Janeiro de 2011. Passamos 1 mês na Venezuela, fomos até caracas e depois para Margarita, no entanto, quando passávamos pela barreira dessa bendita cidade, fomos parados por um policial e visto a documentação toda OK, queria questionar sobre o código no vidro do carro (pode uma coisa dessa?), mesmo tudo estando certo. Conseguiu apenas 1 real, pois era o que tínhamos em mãos, visível, como um carro conhecido já tinha passado, falamos que eram nossos pais e não tínhamos dinheiro. Mas de fato, antes dar um chocolate para os militares nas barreiras na estrada do que dinheiro para esses pilantras “policiais” nas cidades.

  18. mara disse:

    eu concordo com todos os relatos de vocês, pois eu meu marido e meu filhos,nós viajamos em julho de 2010, passamos por essa situação de constrangimento, quando nós passamos nessa bendita cidade vistoriaram nosso carro nós estavamos tudo ok . mas esse pilantras se invocaram com a carteira do meu filho de vacina dizendo que estava vencida, eu mostrei para eles só ia vencer em novembro de 2010 e estamos em julho de 2010. não deixaram a gente sair do posto enquanto não pagassem a propina além de meu filho estava chorando com tanto constrangimento que passamos ele só tinha 9 anos na época. nós somos turista na quele país deveriam nós tratar bem pois. me sentir uma criminosa com tantas vistorias no carro e alem de vistoriarem nosso corpo.

  19. telia disse:

    e as autoridades brasileiras,consulados,embaixadas,o q falam sobre isso???

  20. michel ruiz disse:

    Bom dia, meu nome e michel ja fui 9x la, realmente acontecem algumas coisas, eu so nao entendo porque esse povo e tao burro, sabendo que vivem do turismo e que levamos dinheiro para esse povo, nos tratam assim, como informei ja fui 9x mais nada de seriu aconteceu, tem uns ou outros que querem se aproveitar, mas nada que nao de para contornar.
    Acho que ja esta na hora de darmos o mesmo tratamentos que nos dao so isso, o Brasil abre muito as pernas para os gringos e so recebemos coisas boas ne! e so sairmos do Brasil para que ocorram essas coisas esta na hora de abrirmos os olhos com relacao a isso.

  21. Diogo Oliveira disse:

    Prezados,

    Moro em Boa Vista (RR) há 12 anos e já estive na Venezuela 2 vezes (Porto Ordaz e Margarita).
    Realmente, os fatos aqui narrados não a pura verdade. Felizmente em nenhuma das viagens fui vítima de quaisquer “bandidagem”.
    Percebo que as autoridades venezuelanas já começaram a tomar atitudes. Uma delas é a criação de um comite anticrimes, que é supervisionado pelo Coronel do comando de turistas da guarda Venezuelana.
    Ao atravessarmos a fronteira ainda em Santa Elena nos são entregues vários panfletos que pedem que em casos de extorsão façamos as denuncias para o telefone do comite 04263911736.
    Uma dica importante, adquiram um chipe de qualquer operadora Venezuelana, gravem o numero da EMBAIXADA do Brasil na Venezuela e o numero acima. Se houver alguma abordagem esquisita TOQUEM O TERROR E FALEM EM DENUNCIA…já fi fotos das prisões venezuelanas e afirmo com toda certeza que eles morrem de MEDO de ir parar lá.

  22. Jorge Valente disse:

    As pessoas que estão pensando em ir para a Ilha de Margarita, além dos policiais incluídos nos comentários publicados, deverão também preocupar-se com os índios fantasiados de policias em San Francisco, cerca de 62 km de Santa Elena, após a Al Caballa. Eles alegam que os carros estão transitando acima da velocidade. Como eles chegam a esta conclusão, não sei. O local é uma aldeia que nem tem telefone, quanto mais radar.

  23. l.ribeiro disse:

    é uma vergonha o que realmente acontece com o turista brasileiro nas carreteras venezuelanas,precisamos urgentemente que as autoridades competentes e as que elegemos para nos representar,levantem da cadeira e procurem se informar ou fazer esse turismo pra sentir na pele o que acontece com quem atravessa a fronteira.é um verdadeiro descaso e não temos ninguém que nos represente.Ronaldo vc.que tem conhecimento político abra esse precedente e sabe o que acontece,analize e busque comprar essa guerra.seremos gratos.

  24. l.ribeiro disse:

    GOSTARIA MUITO QUE CHEGASSE AO FIM ESSA EXTORSÃO,TENHO SAUDADES DOS PEDÁGIOS QUE PAGÁVAMOS NAS ALCABALAS.SEMPRE TINHA MUITO MOVIMENTO E NÃO EXISTIA ESSA CRIMINALIDADE.

  25. thiago disse:

    Gente estou indo pra margarita vou filmar os policiais de la, quero mandar esse vídeo pro fantástico. estou indo com a família.

    Isso tem que mudar,temos que fazer alguma coisa na mídia que chame a atenção do governo venezuelano.

  26. Cleuter disse:

    Passei por todo esse constrangimentos, ei pessoal os olhos do mundo vão estar nos nossos estádios é a ora de os amazonenses protestarem com cartazes não pra tirar o brilho da capa pois sabemos que no Brasil só se toma providencia dessa forma, só sabe do constrangimento quem já passou tive que me humilhar como se tivesse fazendo pra eles. Sabe mais programe um protesto na frente da embaixada deles aqui em manaus isso tem que acabar. cade a 319 para nós pessoal

  27. Fabricio disse:

    Estive na Venezuela em 2008 pela primeira vez e graças a Deus foi uma viagem muito tranquila, agora o seguinte eu so andava de carro de dia quando ia anoitecendo já procurava um lugar para pernoitar é mais seguro!

  28. Luna disse:

    Olá pessoal
    Acabamos de retornar da Venezuela…
    A melhor resposta em protesto a corrupção q impera naquele país é cartazes no estádio durante a COPA (em português, inglês e espanhol) pra todo mundo saber do país miserável e corrupto q é a Venezuela
    São 1 país morto de fome e preguiçosos iniciam o trabalho as 9h ate as 12h, depois so retornam as 15 e fecham as 17. E não trabalham no sábado nem no domingo, com exceção das cidades de merida , colonia tovar q são descendentes de alemães, italianos, e dos imigrantes chineses, o resto é um país de vagabundos corruptos.

  29. angelo disse:

    Eu morei em Venezuela Um ano e ouvi e vi a guardia nacional fazer algumas abordagens eu sou policial aposentado e sei que esta fora do regulamento o que passa na Venezuela passa aqui tambem no Brasil a corrupcao na policia uma senhora que mora la ha 40 anos me falou que quem ensinou essa propinagem foi os brasileiro com o geitinho brasileiro eu vi aqui no Brasil coisa piores de policiais corrupto. A guardia nacional nao moleta muitos os outros extrangeiros. Dou um conselho nao de dinheiro e fale que vai na embaixada ou no comando fiscalia. Eles ganham 100reais por mes e tem medo de perder o emprego. Eu falei com um policial e ela me disse que o policial paga para fica na barreira igual aqui no aBrasil por isso que temque arrancar dinhiro dos motorias. Eu gosto da Venezuela porque e uma aldeia gigante. Com pouco dinheiro da prs viver bem tem muita praia y el pueblo es gollo o povo e bruto. Quem mexe com indio e assim mesmo. Sem preconceito. Eu sou nordestino.

  30. Gerrith Batista disse:

    Fui com a familia a ilha de Margarita em Outubro de 2013 e gostamos bastante, li os relatos e estou ciente dos perigos no entanto graças a Deus nossa viagem foi perfeita sem qualquer transtorno, nas alcabalas passamos sem qualquer problema. Espero retornar esse ano novamente e é claro rezando para que tudo corra bem mais uma vez, apesar do perigo do trajeto as belezas fazem valer a pena.

  31. carlos lobato disse:

    sao policias ladros safados bandidos

  32. Paulo disse:

    GENTEEEEE!!!! É só dar o troco!!!!! Por que que os venezuelanos entram e saem daqui quando querem e não são perturbados?? Eu moro na região sudeste e fico babando de vontade de conhecer as paradisíacas praias do Caribe Venezuelano.
    Uma vez que Caracas foi considerada a 2ª cidade mais violenta do mundo, nem pensar em visitar. É muito forte! Sei tb q temos algumas das cidades mais violentas entre as 10 mais do mundo.
    Depois desses relatos aqui fico apreensivo de ir lá. O grande produtor de petróleo e com muito dinheiro, na verdade, é a Venezuela!!! Será que mesmo indo de ônibus devemos dar propina?
    Não tem jeito, isso é coisa de sulamericano porque na Argentina e Chile tb acontece a mesmíssima coisa de propina. São “POVINHO” também! Me parece que a única esperança é o relato acima do Diogo Oliveira.
    Boa COPA a todosssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!

  33. Paulo disse:

    correção do meu e-mail

  34. Augusto disse:

    Revoltante!
    Mas a Venezuela não é feita somente de lugares perigosos, recentemente conheci Los Roques e o lugar é incrível, parece uma realidade a parte!
    Estou até agora extremamente encantado pelo local, quem tiver maior curiosidade sobre o local pode entrar em contato comigo para recomendações.
    daniel.paro@flightandtrip.com

    Adorei o artigo

  35. IVO disse:

    Estou planejando viajar no fim de ano, será que já tomaram algumas providencias?

    RESPOSTA: sempre tem denúncias na estrada. Pode ser que vc tenha sorte e não tenha problemas. Boa viagem

  36. Rogério disse:

    Eu estava pensando em fazer a viagem por terre de Manaus a Ilha Margarita, mas depois de ler tudo isto estou desistindo. Sou do sudeste. Amigos Amazonenses, isto continua assim? Tem agencia de viagem em Manaus que leve turista de van e volte de Manaus a Ilha Margarita.
    Obrigado aos que responderem

    RESPOSTA: Tem onibus. Parece que a situação melhorou bastante

  37. MARTA CAMPOS disse:

    ESTOU QUERO IR EM 10/01/2015 PARA VENEZUELA , GOSTARIA DE SABER SE TEM ALGUEM QUE VA NESTA MESMA DATA .

    BLOG: a estrada tem bastante movimento

  38. Débora Santos Faria Fernandes disse:

    Estou indo no dia 09/01/2015 com a família, saindo de Manaus. Nos veremos na estrada!

  39. Paulo Moreira disse:

    Sou de Manaus, tenho 22 anos e vou à Venezuela (Margarita) todos os anos desde meus 17. Eu e minha família nunca tivemos problemas no trajeto, sempre fomos via terrestre e realmente a paisagem é um show a parte. Procuramos sempre andar na regularidade (documentos, cinto de segurança etc). Uma dica boa é levar chocolate (garoto) para eles, os policias gostam demais. A corrupção existe lá e existe aqui, são inumeras as “alcabalas” que passamos durante o trajeto, mas isso também demostra segurança no estado, quantos postos de fiscalização nas estradas vemos aqui no Brasil? Estejam regularizados, munidos de algumas caixas de chocolate garoto que eu tenho certeza que a viagem será boa. Caso caia nas garras desses policias corruptos e irredutíveis, por mais que o seu senso moral seja apurado, para não estragar sua viagem e não estender a custodia desses policiais, pague logo a propina. Isso evita muito constrangimento, A moeda deles é bastante desvalorizada, oque é muito para eles e quase nada para gente.

  40. jefferson disse:

    Estamos de viagem marcada para este fim de ano com uma família de amigos.
    Já visitamos outros países da america latina é pela Graças de Deus nunca divemos problemas.
    Sempre nos trataram bem. (Principalmente os Argentinos)
    Espero que nesta viagem de fim de ano para a Venezuela seja tranquila, como foi as outras.
    Nos encontramos por lá. (a partir do dia 23.12.)

  41. josecastro disse:

    05 de novembro 2014
    Gente, sou da Bahia, eu e mais 09 familiares estamos de viagem marcada para Abril/2015, estamos,indo em 03 carros até Belém, de lá para Manaus de Barco, e pretendemos rodar uns 4.000 Km la na Venezuela, mas depois de ler tantos relatos, confesso que já estou temeroso. Alguém que foi recentemente poderia falar,mudou alguma coisa???
    Agradeço alguma informaçao
    Obrigado.

    BLOG: José Castro, os relatos recentes é que mudou o tratamento. Verifique se ainda exigem vacina de febre amarela para entrar na Venezuela

  42. Ismar Lima disse:

    RELATANDO MINHA EXPERIÊNCIA NA VENEZUELA.
    Há soldados (a tal polícia) corruptos e não corruptos (na Alcabalas) e nos postos móveis deles que são montados em alguns trechos da estrada, mais presentes na área de Santa Elena e da Gran Sabana, no início dela, após Santa Elena de Uairén. Fui umas 35 vezes à Venezuela, pois moro em Roraima. Dessas, 2 foram para Isla Margarita. Uma de ônibus da Eucatur (que faz o trajeto), e uma de carro com amigos. Uma outra viagem foi para Maracaibo, na parte noroeste do país. Na ida para Isla de ônibus eles pararam o veículo selecionaram 5 passageiros, eu inclusive, para revista na tal ‘salinha’ da Alcabala, onde as pessoas são despidas e muitas perguntas são feitas, e coisas revistadas. No momento em que eu estava indo, perguntaram o que eu fazia, e eu disse que era Jornalista (periodista) no Brasil, conversaram entre si e me mandaram de volta para o ônibus dali mesmo onde eu estava. Não sofri revista. Na viagem de carro não houve assédio algum dos milicos, nem nas Alcabalas nem nos postos móveis. Parecia que nenhum deles queria parar a gente. Voltamos de Isla até Boa Vista Roraima, sem qualquer revista, sem qualquer desconforto. Estávamos também tudo dentro da legalidade. Das vezes que fui até Santa Elena de Uairén para passeio e compras, 32 vezes, fui parado 7 vezes pelos policiais para revista e checagem do veículos, dessas 2 vezes inventaram situações para pedir e extorquir dinheiro. Essas 2 vezes foram nos postos móveis, onde o turista fica mais vulnerável a esse tipo de corruptos e extorsão. Como falo espanhol fluente, sem desrespeitar os policiais (nunca se altere co eles ou ameace etc,..lembre que eles são a autoridade naquele momento, e o país deles), questionei o que diziam ser ilegal, tipo quantidade de pacotes de fraldas de bebe, tinha 3 diziam que só podiam 1 (um) pacote, e que teria que voltar até à loja que comprei para devolver pois estava acima da quota (a loja estava a 12km), etc. Fingi que tinha voltado, estacionei o carro, e retornei sem olhar para eles, apenas arranjei um lugar para os pacotes no maleiro. Não havia esse tipo de quota, e eu sabia, e éramos 3 pessoas no carro. Mas não dei propina. Não sou a favor de compactuar com isso. Prefiro não dar. Nunca dei. Prefiro levar a mercadoria de volta ou receber a tais multas deles do que dar propina. Se um ganha, o resto vicia. Eles querem extorquir de todos os brasileiros. Uma maneira de acabar com isso é ninguém dar nenhum dinheiro a eles. Enfim, as historinhas e artimanhas deles podem ser várias para arrancar grana do turista brasileiro… a nossa moeda está hoje como 1 por 20, vinte vezes mais valorizada, então é muita grana para a polícia e soldados do exército que têm salários exíguos. Dica: Aprenda um pouco de espanhol. Espanhol mesmo, não use um portunhol que vc pode é se complicar com as extorsões. Leve algum agrado no carro, chocolate garoto, algo gentil, um suvenir, sem que isso signifique que vc concorde com a extorsão. Falei de suvenir e não de DINHEIRO. Seja sempre educado. Não se altere. Não seja engraçadinho com eles. Seja sério. Seja firme nas suas respostas. Sim, é sim. Não, é não. Se perguntarem quantos pacotes de fralda no carro (paquetes de pañuelo), se há 5 diga que há 5. Não minta! Não minta nunca, exceto, talvez, pela quantidade de dinheiro esteja levando. Com um pouco de sorte, vc poderá visitar a Venezuela várias vezes sem cruzar com os tais policiais corruptos, e ficar sem sofrer tentativas de extorsões. Não se recomenda usar cartão de crédito na Venezuela pois o cambio oficial é algo como 1 x 2, ou seja, é muito, mas muito desvantajoso. Troque seu dinheiro, reais em Pacaraima, ou perto do posto de gasolina após a Aduana da Polícia Federal do Brasil, ou no Centro de Santa Elena de Uairén. Se estiver com dólares, esses são facilmente trocados na Isla Margarita, e a quotação não era ruim. Mas cheque online por informações das taxas de cambio antes de viajar. E cuidado nas estradas da Venezuela… há muito louco nas ultrapassagens… prefira dirigir somente durante a luz do dia ou até o início da noite quando ainda há movimento nas estradas. Planeje um pernoite no meio do caminho, em um hotel de cidade, e seguro. Consulte online as exigências atualizadas para se entrar na Venezuela, documentação, seguros necessários, etc… acho que já está em vigor o seguro obrigatório para o veículoe também para os ocupantes do carro. Planeje sua viagem de carro pesquisando na internet com dicas de quem já a fez desde Manaus ou de Boa Vista. Lembre que há longos trechos na BR-174 sem postos. Então abasteça sempre o tanque CHEIO. Na Venezuela, após Santa Elena de Uairén uns 70 km há um posto. O preço da gasolina é centavos de real o litro. Abastece-se o litro por menos de R$ 1,00. Isso mesmo! Menos de 1,00 real. Faça pesquisa na internet, no google, e nos Fóruns antes de realizar sua viagem. Programe-se para conhecer Pacaraima (Brasil, fronteira), Santa Elena de Uairén e, em especial, seus atrativos naturais Quebrada Jaspe, para fotos no Mirante na Gran Sabana, às margens da Rodovia, no alto do Morro. Cuidado com seus pertencentes e objetos de valor em toda a viagem, inclusive na Isla Margarita. Procure andar em mais de um. Dupla ou grupos. Evite lugares desconhecidos à noite. Se necessário tome táxi, se possível compartilhado com amigos. Se informe do preço praticado. E ou deixe o carro no Hotel e use o transporte local, as famosas busetas (microonibus) e Vans Lotação. Barato e interessante estar em meio ao povo local. Evite ser tão turista. Seja mais discreto. Não use joias caras, rolex, cordoes de ouro, e câmeras de 10.000 dólares para tirar fotos, nem celulares caros. Se levar isso, tenha cuidado ao usar. Verifique se há policiais no entorno, perto de ti, só por precaução. São cuidados óbvios que todos nós tomamos no Brasil, e não devemos deixa-los de mão no exterior, não é mesmo? Então amigos não deixem de fazer sua tão sonhada viagem à Venezuela por causa de meia dúzia de milicos sujos e corruptos. Boa viagem a todos!

    Abs, Prof. Ismar Lima – Boa Vista – Roraima.

  43. Cristiano Machado disse:

    Marta, eu, esposa e mais um casal (dois carros) queremos ir em janeiro (ou mesmo no reveillon).
    Estamos precisando nos integrar num grupo maior. Como podemos fazer contato?

Deixe seu comentário

Em cena

[+] em cena
  • Arquivos

  • Redes sociais