Matérias

LAVA JATO: Receita Federal devassa empresas que lavaram dinheiro da propina para o senador Eduardo Braga

Odebrecht repassou 6 milhões de reais para Eduardo Braga. Dinheiro foi desviado do BNDES.

Documentos obtidos pelo blog confirmam a notícia divulgada com exclusividade pelo BNC, sobre os desdobramentos das investigações da Operação Lava Jato que envolvem o senador Eduardo Braga (MDB-AM).

O executivo da Odebrecht, Ricardo Saud, delatou  à Procuradoria Geral da República, que o senador Eduardo Braga recebeu 6 milhões de reais desviados do BNDES, em 2014.

O dinheiro foi depositado na conta da empresa Rico Taxi Aéreo para pagar por fretamento fictício de voos durante a campanha eleitoral de 2014, quando Braga foi derrotado por José Melo.

A Polícia Federal quebrou o sigilo da Rico Taxi Aereo e descobriu o caminho percorrido pela propina milionária.

Um dos cheques foi depositado na conta de um instituto de pesquisa (que não está sendo investigado).

A outra parte da propina  foi lavada através de um supermercado de Manaus, que também teve o sigilo quebrado.

A rede de lavagem de dinheiro surpreendeu os investigadores. Empresas de Boa Vista – Roraima, também estão investigadas por conexão com o esquema. Uma grande empreiteira de Manaus, que trocou cheques no supermercado, também é alvo das investigações.

A Receita Federal quer saber quais produtos foram comprados com os cheques trocados no supermercado localizado em área nobre de Manaus.

Resultado de imagem para rico taxi aereo eduardo braga nota fiscal

Odebrechet repassou propina de Braga para a Rico Taxi Aéreo que expediu notas fiscais por serviços fictícios. Parte da propina foi lavada em supermercado investigado pela Receita Federal. Blog tem dossiê sobre o caso.

Veja aqui o depoimento de Ricardo Saud relatando como distribuiu 300 milhões de reais desviados do BNDES.

Braga também sofre outras investigações de denúncias também feitas contra ele na Lava Jato. Executivos da Construtora Andrade Gutirrez denunciaram que Braga recebeu 10% de todas as obras feitas durante o governo dele (2003/2010).

No Programa de Saneamento de Igarapés de Manaus – Prosamim, (executado pela Andrade Gutierrez) o governo do Amazonas gastou 2 bilhões de reais.

A Arena da Amazônia, também construída pela AG consumiu 1 bilhão re reais.

Em outra investigação da Lava Jato, Braga foi acusado de dividir 30 milhões de reais recebida da Hypermarcas. O executivo da empresa, Nelson Mello revelou o esquema em delação premiada firmada com a Procuradoria Geral da República.

Leia mais AQUI:

O portal BNC ouviu esta semana um especialista em Direto Penal e Eleitoral que apontou os possíveis crimes cometidos pelo senador Eduardo Braga.

Resultado de imagem para eduardo braga senador

Braga distribuiu nota oficial assinada pelo advogado Fabiano Silveira negando as acusações. O advogado do senador foi flagrados em escuta tramando contra a Lava Jato, na residência do senador Renan Calheiros (MDB-AL). 

Um comentário para “LAVA JATO: Receita Federal devassa empresas que lavaram dinheiro da propina para o senador Eduardo Braga”

  1. Zacarias Joca de Sousa disse:

    Gente isso é um absurdo contra o patrimônio público tem que agir rápido e com firmeza e fazer devolver isso é vergonhoso.

Deixe seu comentário

Rádios

Arquivos

  • Arquivos

  • Links

    Links