Matérias

À beira da bancarrota, Rede Amazônica é denunciada por crime de apropriação indébita e violação de direitos trabalhistas

Salários atrasados, violação dos direitos trabalhistas e apropriação indébita de dinheiro do FGTS.

Dois anos depois da morte do seu fundador – o jornalista Phelipe Daou, a Rede Amazônica enfrenta sua maior crise e pode entrar em processo de falência.

Com atrasos constantes em sua folha de pagamentos, a afiliada da Rede Globo na Amazônia, incluindo o Portal G1, também está deixando de repassar para à Caixa Economica Federal, o dinheiro retido do FGTS  dos seus funcionários.

A denúncia foi formalizada pelo Sindicato dos Jornalistas perante a Delegacia Regional do Trabalho e no Ministério Público do Trabalho.

Deixar de recolher o FGTS configura o crime de apropriaçao indebita, punível com pena de 1 a 4 anos de prisão.

A Rede Amazônica foi implantada durante a ditadura com as benesses que recebeu do regime militar. Depois da morte do empresário Phelipe Daou, o filho mais velho assumiu o controle das empresas, dando início ao desmonte do império construído pelo pai.

Phelipe Jr demitiu todos os funcionários antigos da empresa. Hoje, a Rede Amazônica é operada praticamente por estagiários.

Os salários em todas as empresas do grupo estão atrasados.

Com a violação de muitos direitos trabalhistas, o Sindicato dos Jornalistas formalizou denúncia da DRT  e MPT, pedindo uma intervenção imediata.

Leia a íntegra da denúncia encaminhada aos órgãos de proteção dos direitos dos trabalhadores pelo Sindicato dos Jornalistas do Amazonas:

 

 

Resultado de imagem para phelippe daou jr

Funcionários denunciaram a arrogância do sucessor da Rede Amazônica – Phelipe Daou Jr, que leva a empresa na direção da falência.

9 Comentários para “À beira da bancarrota, Rede Amazônica é denunciada por crime de apropriação indébita e violação de direitos trabalhistas”

  1. Alessandro Silva disse:

    Menino mimado! Não sabe o que é dar duro!

  2. Anônimo disse:

    Ainda bem que consegui um emprego melhor!

    Há 2 meses não recebia FGTS e o pagamento em atraso.

    Trabalhei por 9meses nessa empresa recebi NADA!

  3. Anônimo disse:

    Fora que nem alimentação Tem!

    Quem trabalha 8hrs tem que se virar pra se alimentar dentro da empresa, se levar comida tá tudo bem, agora se não levar morre de passar fome!

  4. Anônimo disse:

    E no Grupo Em Tempo?Se atraso de salários e apropriação do fgts desse prisão,a família Raman Neves já tinha pego prisão perpétua.

  5. Valdenilce Guedes da Silva disse:

    Bom dia todo mundo já sabia o que ia acontecer vi acontecer na lojas moto importadora (lojas Creditar) lojas S.Monteiro e vai acontecer no grupo Tv lar depois que o principal vai embora os que ficam só visam o lucro deixam tudo que foi feito por seus donos que é o calor humano ia esquecendo a fábrica do distrito Bosch onde trabalhei porque os fundadores já existe mas minha opinião.

  6. Joaquim disse:

    Pessoal, FGTS não é recolhido do trabalha, não configura apropriação indébita, a previdência sim.

  7. Alisson Brazil disse:

    Lamentavelmente o filho destrui o patrimônio do pai.

  8. Natan disse:

    No sduio 5 que também faz parte do grupo , não tem alimentação para quem trabalha 12 horas e desvios de função e autoritarismo

Deixe seu comentário

Rádios

Arquivos

  • Arquivos

  • Links

    Links